Pesquisar neste blog


Um dos blogues mais bonitos e originais e que merece ser visitado mais do que uma vez, pelas suas curiosidades, historias num mundo magico, videos de musica e cinema, entre muitas outras coisas...
(Dito por um fã)

_____________________________


O primeiro passo para superar o bloqueio de escritor não é começar a pensar, mas começar a escrever." ~*~ Christopher Rice.

A Minha Melhor Amiga

Daisypath Friendship tickers
Se eu tenho um contador de namoro, porque não um contador de amizade?? ;)

Namorando...

Daisypath Anniversary tickers
Um dia sem ouvir a tua voz é como descobrir que o mar morreu.

sábado, julho 31, 2010

Mais água

Hoje de manhã voltamos a nos levantar cedo, mas para ir ver outra barragem, um pouco mais longe, foi uma viagem o um quanto longa, mas aqui no Alentejo as viagens são todas longas, as estradas são rectas infinitas, campos cheios de árvores até onde a vista alcança. Mas hoje particularmente estava uma manhã de nevoeiro muito agradável, não era muito baixo mas estava mesmo muito bom para refrescar dos dias quentes que tem estado.
Saímos do parque ainda antes das 9h e fomos nas calmas com o meu pai a seguir o mapa. Pelo caminho para além das árvores que já referi também se avistam cegonhas nos seus ninhos, algumas aves de rapina que não consigo identificar se são águias ou falcões - pessoalmente prefiro os falcões - e corvos, montes de corvos - Vachell Ross estou cercada (piada pessoal) - e em alguns campos havia gado a pastar, vacas e bois, a minha mãe queria ver aqueles pretos que vê vêm nas touradas mas até agora só se via uma raça castanha a que ela chamou de charolesa, não sei se é mesmo assim o nome.
Chegámos então á barragem, é bem mais pequena do que aquela que fica mesmo á beira do parque mas ainda assim, em termos de estuário é muito mais bonita. A barragem fica num vale um pouco fundo, á nova volta avistam-se escarpas magnificas e árvores que crescem as suas encostas, o lago provocado pela barragem expande-se em várias direcções, dando ao rio outras formas que não as de um lago normal, redondo ou oval, por vezes um peixe enorme salta das suas águas, talvez para caçar algum insecto que tenho poisado na fina camada da água.

Afinal este parque...


... tem Internet de borla para os seus utilizadores. Foi pena só ter descoberto nos últimos dias, mas mesmo assim ainda deu para aproveitar e ver como funciona. Digo de verdade que é muito fixe e já não tenho aqueles problemas de ter a net sempre a cair, mas claro que para a poder usar tenho que me dirigir ao bar do parque. É um sitio agradável para se estar durante um bocado e vê-se muita gente que trás o seu portátil para se divertir.
Eu na esplanada do parque de campismo

Agora o que tenho de fazer é procurar na net sítios onde tenham este tipo de Internet para poder sair mais vezes de casa - pois porque eu ja tinha visto este sistema mas nunca soube como se usava. Passo a explicar então o que é:

O Wi-Fi é uma tecnologia sem fios de curto alcance (até 300 m) que permite o acesso em Banda Larga (até 54Mbps) via rádio.

sexta-feira, julho 30, 2010

Peixinhos e peixões

Hoje foi o dia mais divertido. Acordei ainda antes dos meus pais mas deixei-me ficar mais um bocado deitada, estava-se mesmo muito bem. Despachámos-nos e saímos cedo para irmos ver o fluviário de Mora. Até la chegar é uma viagem de cerca de 20km mas aqui no Alentejo é tudo em linha recta até foi uma viagem bastante agradável pela fresca da manhã.
Descobrimos o sitio ainda antes de abrir, era só ás 10h, por isso fomos dar uma volta. Acho piada a este sitio pelo facto das casas serem todas muito baixinhas e todas alinhadas umas com as outras e sempre com uma faixa nos beirados das portas e das janelas.
Assim o fluviário abriu saimos do carro e entrámos, logo vi a loja e uns peluches em forma de lontras, muito giros e fofos, ainda havia uns de enguias e cobras mas afastei-me deles, mesmo sabendo que eram apenas peluches.
Os primeiros peixinhos que vi eram super pequeninos que mal de viam, depois á medida que se ia avançando o seu tamanho ia aumentado, até que ja não resiti e tirei a maquina para fora. Até aprendi um truque novo para conseguir fotografar melhor os peixes.

Por baixo desta cascata estão as trutas, nunca comi, mas já levava uma para o almoço. Também achei piada a outros peixinhos que lá estavam cujo nome era Pimpão. Tive um cão com este nome.

Amar-te-ei para sempre

Amo-te tanto,
Amo o som da tua voz
E a maneira com me tocas.
Amo o teu sorriso quente
E a tua maneira de ser,
A alegria que trazes
Á minha vida todos os dias.
Amo-te hoje
Como amo desde o inicio,
E amar-te-ei para sempre
Com todo o meu ser

Quando estou contigo,
O tempo parece voar;
O meu amor continua a crescer,
A cada dia que passa.

Este tesouro de amor,
Eu celebro dentro de mim,
O quanto eu te amo,
Tu nunca saberás.

quinta-feira, julho 29, 2010

Romance

Muitas vezes imaginei,
Que era sereia ou ninfa
Que te conquistava a cantar
E comigo te levei

Para uma caverna só nossa
Onde nunca poderias sair
Eras meu e só meu,
E a unica maneira de partir
Era em profundidade nadar.

Em sonhos te quis raptar,
Tão especial que para mim eras
Mas ao abrir os olhos
Percebia que se passavam semanas de esperas.

Sempre foi difícil conseguir te ver
Sempre foi difícil te sentir longe
Mas ainda é mais difícil não te conseguir tocar.
Como toco no mar.

quarta-feira, julho 28, 2010

Um belo dia

No alentejo by senalbuquerqueImage via Wikipedia
Hoje esteve mesmo um belo dia, ainda com muito calor, mas já esteve menos do que ontem. Por isso fui experimentar a piscina de manha. Deve dizer que a água estava um espectáculo, fresca e muito agradável, bem melhor do que na tarde de ontem.
Estivemos lá cerca de duas horas, depois viemos almoçar e claro que nas horas de maior calor ficamos um pouco a descansar, até porque também não é aconcelhavel ir á água durante a digestão. Para passar melhor esse tempo estive a estudar, e ler um pouco da minha revista e até passei pelas brasas.
Por volta das 17h bebi um iogurte liquido - que estava praticamente congelado porque a minha mãe nem reparou que o frigorífico estava no máximo do frio - e logo de seguida fui com o meu pai novamente dar uns mergulhos.

terça-feira, julho 27, 2010

Um dia de calor...

You are in my Heart till the sun will never sh...





Hoje esteve mesmo um dia abrasador. O que valeu foi o ar condicionado da casa, e uma mini ventoinha no meu quarto que serve também para refrescar o portátil.
Acordei ainda nem eram 8h, o sol entrou pela minha janela anunciando a manhã e despertando-me do meu sonho que também não era grande coisa, era daqueles sonhos que ás vezes temos que ao acordar nos perguntamos qual o sentido daquilo tudo. Levantei-me fui cuidar da minha higiene e comer qualquer coisa e logo depois fui estudar, trouxe os livros por algum motivo e não foi para virem a fazer peso na mala.
De manhã tava sem vontade para ir á piscina, mas o meu pai e o meu irmão foram, deixando-me a mim e a minha mãe na casa.
Tive tempo a adiantar o estudo, vir á net ver os comentários do meu blog e ainda dar uma vista de olhos no meu facebook
Ás 16h os meus pais quiseram ir ás comprar, estávamos mesmo a precisar de uma coisinhas, o caminho é quase como ir de Sintra á Amadora, sob um sol tão quente como eu não me lembro, pareceu uma eternidade! Mesmo com o ar condicionado do carro!

A Carta

Carlos,

Quando te conheci estava magoada por causa do traste do meu ex. Quando me contaste o teu passado, tive medo, e achei que nunca iamos ser mais do que meros conhecidos.
Mas algo mudou. Não me perguntes como mas à medida que falavamos e que os meses passavam nasceu algo dentro de mim, algo que eu pensava nunca mais vir a sentir.
Eu apaixonei-me por ti... mas ainda continuava com medo que me fizesses o mesmo que o outro fez. No entanto começámos a namorar. Sabes bem que durante muito tempo ainda tinha medo e nao queria que me tocasses.
Contudo esse medo foi passando e a cada dia gostava mais de ti e do carinho que tu me davas de cada vez que nos encontrava-mos em Sintra.

Atualize seu blog rapidamente quando estiver sem tempo

Todos os  blogueiros tem os seus dias ocupados, e por isso não temos tempo de parar para escrever um conteúdo decente ou novo. Vamos espantar essas horas de monotonia blogueira, com algo que não seja muito trabalhoso. Você pode não ter tempo, mas mesmo assim consegue manter o blog actualizado, basta seguir as dicas! Use-as com abundância e tenha tempo livre nos fins-de-semana ou nas férias.



Alguns dias sem publicar podem apanhar um blogueiro desprevenido, e fica muito mais fácil contornar esses momentos quando temos algo preparado para quando isso acontece:


segunda-feira, julho 26, 2010

A Guerra - Presa na armadilha

Eu até estava a progredir bem no campo de batalha, escondendo-me de trincheira em trincheira, ultrapassando os obstáculos sempre se arma em punho, sempre pronta a disparar se fosse preciso. Mas eis que eles me apanharam, uma armadilha bem montada numa trincheira abandonada e eu caí como uma abelha na teia da aranha. Apanhada e amordaçada lá vou eu para as masmorras do inimigo após dias de tortura. 


Pois, isto é o que sinto, e porque o meu pai resolveu que havíamos de ir todos, isso também me inclui a mim, passar uma semana no Alentejo. E claro que por mais que eu pedisse para ficar cá - porque acho que sou grande demais para ir de férias com os papás - ele conseguiu fazer com que eu também fosse. E como? Com chantagem, se eu não for com eles niguem vai. E prejudica-se assim a família toda!

domingo, julho 25, 2010

A mensagem

Ontem á noite, sentia-me horrivelmente mal. Queria ver o Carlos fosse de que maneira fosse, mesmo que só desse para estar com ele durante cinco minutos. Não sei se valeria a pena gastar gasolina para o ver apenas durante cinco minutos, mas na altura nem sequer me passou isso pela cabeça.

Fala comigo, eu queria estar um pouco contigo amanha, nem que sejam apenas cinco minutos. Diz-me algo, por favor...

Foi a sms que lhe mandei, eram 22:49h.

Desculpa mas não dá, depois falamos.

Foi o que ele me respondeu cerca de dez minutos depois. So que esta resposta irritou-me de tal forma que lhe mandei outra sms com letras garrafais:

PARA TI NUNCA DÁ!!

sexta-feira, julho 23, 2010

quinta-feira, julho 22, 2010

Amigas precisam-se

Que  adorem comer sushi e amem o mar
Que gostem de rir e de passear
Quem sejam amigas quando uma precisar

Que sejam verdadeiras
E no apoio as primeiras
Que sejam de confiança
Para levantar a moral e a esperança

Que no mundo todos precisamos
De amigos verdadeiros, honestos,
E fiéis... 

Lunatica - Emocean

"The deep blue sea attracts my senses
The tide is like the heartbeat of eternity
I feel warm and safe as I'm diving deeper
Into the heart of the ocean, I have no fear"

"Why I've never felt like this before? Oh, I cannot say!
It's pulling me deeper
It feels like going home to my fathers
I feel like a child in this deep blue wilderness"



A Guerra - Fogo Cruzado

Todas as separações entre namorados são complicadas, eu ja tive várias, mas são SEMPRE eles que me deixam e o motivo é SEMPRE o mesmo A tua falta de LIBERDADE!! Pois é, pode ser um motivo estupido, mas a verdade é que ele tinha razao, digo ele porque o meu namorado (para mim ele ainda é meu namorado) foi o unico que conseguiu dizer com as palavras todas, todos os outros - e não pensem que também foram assim tantos - diziam que gostavam muito de mim, que eu era uma rapariga espetacular mas que afinal a nossa relação nao podia funcionar e que eu ainda havia de conhecer alguem ao meu nivel. Pois, realmente eu até conheci o rapaz dos meus sonhos, o princepe encantado, se lhe quiserem chamar assim, mas também ele fugiu de mim porque nunca pude sair depois da hora de jantar para tomar um café com ele. Parece sádico!
É por tudo isto que ainda me doi mais que tudo tenha acabado, porque nós nunca discutimos, nunca nos zangámos, tinhamos alguns arrufinhos, como todos os namorados têm, mas nada mais do que isso. E então eu ponho-me a pensar nisto - quando nada mais me consegue distrair dos meus pensamentos - e começo a ficar deprimida, triste, e isolo-me no meu quarto.
Ontem, foi o que aconteceu, tive que ir para o meu quarto chorar um bocado para desabafar, e quando sai fui lavar a cara, mas os meus olhos permaneceram inchados. E como é lógico a minha mae entendeu isso, e foi aqui que começou a discussão.

domingo, julho 18, 2010

A Guerra - Uma ida á praia

Praia do Magoito, a beach in PortugalImagem via Wikipédia
Não é necessariamente preciso fazer uma guerra cá em casa para poder ir à praia, mas a verdade é que nunca o fiz sozinha. Não é um bicho de sete cabeças, mas é chato não se ter ninguém para ir à praia.
Mas como estou numa de fazer algo diferente, de começar realmente a viver, inclui isto nesta serie de capítulos.


Estava um sol lindo, dia quente quando sai de casa no meu carro em direcção à praia. Fui sozinha, parece que agora vou ter que me habituar, pelo menos até conseguir de volta o meu grupo de amigos. A meio caminho começo a ver nuvens, quando la chego vejo a praia completamente tapada pelas nuvens, não havia sol, nem calor nem nada! Mesmo assim procurei um cantinho para o meu carro e estacionei.

Funny Hamster Special #1

sexta-feira, julho 16, 2010

A Guerra - Primeiro dia de Liberdade

Uma dor horrível assolou o meu coração transformando-se em revolta!
Uma revolta com um pingo de raiva, por ter perdido o meu namorado pelo facto que nunca ter podido ir depois de jantar beber um café com ele. Como foi possível que eu permitisse que chegasse a este ponto? Como possível eu não perceber que algo não estava bem? Como? Porquê? Porquê perder o homem dos meus sonhos, o amor da minha vida por tal razão? Mas ele tinham razão, eu não podia de maneira nenhuma argumentar. O meu namorado, o meu grande amor, chorava ao meu lado como eu nunca vi! Isto estava a magoá-lo tanto quanto a mim. Terminar um amor tão bonito? Como?


Nos dia seguintes, andei maluca e só me apetecia refilar a barafustar com toda a gente! Fiz planos loucos para sair de casa até que de repente parei. Como se a Cahil estivesse ao meu lado com a mão no meu ombro a dizer para eu ter calma: Isso não te vai resolver o problema. Se fugires de casa, também estás a fugir do problema. Olha-o de frente e combate-o! Aquilo que o Universo te dá, também te pode tirar para que aprendas lições. Isto é uma lição que tens de aprender agora!

terça-feira, julho 13, 2010

A mais bonita historia de Amor...

Fiz este video para o meu namorado ja ha algum tempo. Quero divulga-lo ao mundo para que os que ainda não vivem na realidade e que ainda pensam que as historias de amor são para sempre.
Este video, mostra a mais bonita historia de amor que ja vivi com um rapaz pelo qual esperei a vida toda, mas que resolveu que afinal... tudo tem um fim!


Sim, havia aqui um vídeo. Um vídeo elaborado a partir de fotos, um vídeo que mostrava aquilo que eu pensava ser A mais bonita historia de amor! Mas todos nós achamos que uma coisa é boa enquanto não conhecemos outra melhor ainda. Foi o que me aconteceu, conheci alguém por quem me apaixonei e que sinto verdadeiramente que me ama e que quer formar uma família comigo. Sim, eu estava errada, o Carlos não é nem nunca foi o amor da minha vida.

No entanto, se ainda quiserem ver o vídeo podem fazê-lo no you tube.
02/02/2011

sexta-feira, julho 09, 2010

Palavras

Escrevi as seguintes palavras em tom de poema para o meu namorado:

Com C se escreve Calor, 
Com A se escreve Amor,
Com R o teu Reino,
Com L, um Lago,
Com O descrevo os teus Olhos,
E com S defino a Saudade.

Com estas palavras digo as saudades que tenho de mergulhar no lago do teu reino, sentir o calor dos teus olhos e os teus labios quentes a sussurar palavras de amor.

Sim, está bonito, mas resposta dele foi que está profundo demais, e esta simples frase cortou-me o coração ao meio!

quinta-feira, julho 08, 2010

Harry Potter and the Deathly Hallows Trailer Official HD

Parece que é desta que vou ver o Harry Potter ao cinema. Já tinha vistos boatos que devia ter saído o ano passado mas ao que tudo indica vai mesmo ser este ano. O vídeo do trailler está mesmo muito bom, pena que eles decidiram dividir o filme ao meio, vemos metade em Novembro e a outra metade em Julho do próximo ano, mas como já disse, pelo trailler deve mesmo valer a pena a espera.






Enhanced by Zemanta

A princesa da lua

Hoje aconteceu-me mais uma situação caricata. Á noite, quando já estava no meu quarto pronta para ir dormir, oiço um som estranho vindo da rua, não percebi se era um grito, uma flauta desafinada ou alguma corneta. Fui á janela ver, nada, a noite estava calma, como sempre e continuei o que estava a fazer, arrumar a minha escrivaninha para depois colocar lá o meu portátil e ver as novidades no facebook. Estava uma noite quente, e as janelas estavam abertas para que a arranjem fresca ambientasse um pouco o meu quarto. 
O meu cão ladrava la fora, como era habito nele, mas não sei porquê, hoje estranhei o ladrar dele, como já todos devem ter notado os cães têm um ladrar diferente para cada coisa, e só devia a essa forma eu sei quando os meus pais chegaram a casa, ou quando alguém estranho está á porta e até mesmo quando a vizinha entra, acho particular piada ao ladrar do meu cão quando ele vê um gato, parece que fica mesmo eufórico e numa ânsia extrema quase suplicando que alguém o solte para ele poder correr atrás do gato. Pois bem, ele não estava a ladrar em nenhuma destas formas conhecidas, estada muito diferente o que me obrigou e levantar da cadeira para ir á janela espreitar.

quarta-feira, julho 07, 2010

I never told you

I miss those blue eyes
How you kiss me at night
I miss the way we sleep

Like there's no sunrise
Like the taste of your smile
I miss the way we breathe

But I never told you
What I should have said
No, I never told you
I just held it in

And now,
I miss everything about you
I can't believe that I still want you
And after all the things we've been through
I miss everything about you
Without you

Desiludida

Em 2008 quando fui ao meu primeiro workshop de bijuteria e fiz um par de aneis lindos apenas com missangas e cristais, achei que podia estar aqui uma forma linda e unica para poder ganhar algum dinheiro extra estando ou não desempregada. Fui fazendo mais e mais peças, comprei material a pensar que ia vender tudo em dois tempos. Criei um blog, o Kathi Biju, onde pus as minhas peças para vender, mas ninguém as quis, todos me dizem que são lindas mas isso para mim não chega. 

terça-feira, julho 06, 2010

Poema

She walks in beauty, like the night
Of cloudless climes and starry skies;
And all that's best of dark and bright
Meet in her aspect and her eyes:
Thus mellowed to that tender light
Which heaven to gaudy day denies.

One shade the more, one ray the less,
Had half impaired the nameless grace
Which waves in every raven tress,
Or softly lightens over her face;
Where thoughts serenely sweet express
How pure, how dear their dwelling-place.


And on that cheek, and over that brow,
So soft, so calm, yet eloquent,
The smiles that win, the tints that glow,
But tell of days in goodness spent,
A mind at peace with all below,
A heart whose love is innocent! 

 



Poema retirado daqui
Enhanced by Zemanta

sábado, julho 03, 2010

Uma luta desigual

Estava a passear normalmente no meu carro, de noite, entretida a ouvir musica por entre as curvas e os buracos mal tapados do alcatrão de uma estrada deserta. A minha única companhia, para alem do radio, eram as luzes publicas que me iluminavam o caminho, algumas quase tapadas pelos ramos das árvores, mesmo que tentasse não ia conseguir ver as estrelas no meio daquele aglomerado verde escuro.
Pelo meio da minha cantoria as luzes da rua apagam-se por completo! Até meti os pés ao travão, tal foi o meu susto, apenas os faróis do carro me indicavam o caminho. Desliguei a musica, e continuei mais devagar, não se vi mesmo nada.
A noite podia mesmo ser escura e sinistra e eu estava realmente nervosa, mas que havia de fazer, era o único caminho para casa.
Eis que uma luz intensa demais para poder ser a lua, ilumina tudo à minha volta, foi uma energia tão forte que o meu carro se desligou sozinho.
- Meu Deus, que faço agora??
Pois é, sozinha, de noite, numa estrada escura, e o mais grave, sem rede no telemóvel! Tentei ligar de novo o carro, mas ele não pegava de maneira nenhuma. Tranquei-me dentro dele e rezei para que ninguém mal intencionado passasse por ali.

sexta-feira, julho 02, 2010

Kitten and his box.

Achei o video tão fofo, que nao resisti a publicar no blog.


quinta-feira, julho 01, 2010

Hoje o mar falou comigo.

Não o vi mas sinto a sua presença em certos dias, por vezes basta-me olhar para a Serra de Sintra para imaginar a Atlântida em todo o seu esplendor.

Hoje o mar falou comigo. Está zangado! O homem captura vorazmente o seu peixe, não deixas que gerações cresçam e se reproduzam. Ele contou-me que assim o peixe já não tem sabor quando chega ao nosso prato.

Hoje o mar falou comigo. Está triste! Das suas profundezas sai uma mancha negra e viscosa que tudo mata lentamente, até os seres do ar que dependem do seu peixe. Quantas centenas de anos serão necessárias para sarar essa ferida monstruosa?

O mar é o meu confidente, e eu a dele. Eu conto-lhe dos meus problemas e alegrias enquanto que ele me conta das suas raivas e revoltas desde há uns anos para cá.
Sim porque, um século, para o mar não é nada. Ele que já existe desde que a Terra é Terra.
Quando o vou visitar, ao longe no horizonte

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...